terça-feira, 18 de maio de 2010

Para vocês, amigos

Sabe, a leitura sempre me fez bem, e escrever é um grande exercício. Como diria meu grande amigo Guilherme Lopes, escrever é extrair algum efeito estético da feiúra dos nossos dias, note que estou parafraseando... Mas meus dias não são feios. Eles começam escuros às cinco da manhã quando acordo, rendem nas minhas manhãs em Niterói no trabalho, esquentam durante a tarde no sol implacável de São Gonça, descansam à noite, quando eu penso mais claramente. Sou noite.
Escrevo quando dá tempo e quando as palavras já se rebelam dentro de mim. Às vezes sinto vergonha porque o que eu escrevo é meu. Meu idioma, minha forma de juntar as palavras em sentenças e essas sempre em textos curtos. Sempre curtos. Um grande prazer é pegar um texto como Joana, por exemplo, não me reconhecer ali, ler frases que me agradam e pensar, "nossa, mas como isso soa bem, fui eu mesma que escrevi?" Claro que o texto me agrada. Ele fala minha língua.
Melhor ainda é ler textos como os de Gui Lopes, Raquel Fernandes, Thamiris Oliveira e pensar: "mas que coisa linda! Também eles falam a minha língua. Sentem o mundo como eu."
É importante cuidar de nossos textos, corrigi-los, como guardar brinquedos para que durem mais. Para que não percam o brilho. Aqui cito Sra. Fernandes, 2010. É importante escrever para nossos amigos, com o mesmo esmero que se faz um texto, com o mesmo carinho que se guarda o melhor brinquedo.
Faz tempo que quero escrever para meus amigos uma grande carta de agradecimento, por me fazerem lembrar o que existe de bom em mim. Eles me escrevem cartas. Eles me dão abraços, me perguntam sobre minhas angústias. Eles bebem comigo.
Obrigada, amigos.

5 comentários:

Anônimo disse...

você me indica uns blogs?

Vicentini; Luiza. disse...

Claro que sim! Na minha lista de blogs, do lado direito do meu blog estão os blogs de meus amigos e/ou escritores que admiro.
Favoritíssimos são:
Nada como ser Rosa na Vida
Um copo e umas prosas
Na velocidade da luz apagada
Interditos e Transgressoes/ Esse dominio nao existe
e outros que eu não me lembro o link agora, mas estão todos na lista "BLOGS QUE EU LEIO".

Abraços a todos

a_rosa disse...

falamos a mesma língua, sentimos o mundo de modo similar. Escrevemos e nos lemos. Ainda nos divertimos e bebemos juntas.
Tudo que escrevo tem um pouco de ti, dos que gosto. Somos aqueles que apreciamos.

Raquel disse...

Só digo uma coisa... : quase chorei
auhauhauha
q saudad d vc cara!

Rodrigo disse...

Gostei muito do jeito que vc retrata o esmero com que os textos devem ser feitos. Como você, penso que são para os amigos, se não os fosse guardaríamos para nós. Escrevo não só para me sentir bem mas também para compartilhar...
Beijos